O que significa prêmio de seguro complementar contra fogo?

Quem deve pagar o seguro contra incêndio?

A Lei do Inquilinato diz que a obrigação de pagar o seguro contra incêndio é de responsabilidade do locador, porém abre uma brecha quando oferece a possibilidade de ser descrito em contrato o contrário.

Qual o valor do seguro incêndio?

Estima-se que, aproximadamente, o valor seja 1% do valor do imóvel, se o contratante pagar de forma anual. Embora haja a possibilidade do parcelamento mensal deste custo, se preferir. Entretanto, o valor do seguro incêndio varia entre os imóveis.

Como calcular o valor do seguro contra incêndio?

O valor do Seguro de Incêndio Imobiliário geralmente é menor do que 20% do valor do aluguel e é válido por 1 ano, devendo ser renovado até o final do contrato de aluguel. Ex.: aluguel R$ 1.200,00*20% igual ou menor do que R$ 240,00 por ano.

Como funciona o seguro contra incêndio?

O seguro contra incêndio é uma cobertura obrigatória do seguro residencial, que garante ao segurado uma indenização caso o imóvel protegido seja danificado pelo fogo. Quando contratado no plano mais básico, a seguradora somente atua na reconstrução da parte estrutural da residência.

Quem deve pagar o Funesbom?

Normalmente, tributos semelhantes do imóvel, como IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e condomínio, são quitados pelo locatário. Mas depende do que está escrito no contrato de aluguel, visto que a obrigação legal exige que aquela taxa de incêndio seja paga, sem que haja nada sobre quem deve pagá-la.

É INTERESSANTE:  Questão: Como funciona Seguro de vida Itaú?

O que pode ser cobrado do inquilino?

É o inquilino quem paga as despesas ordinárias do condomínio como salários, despesas de água, luz, esgoto, limpeza e manutenção. Só em caso de despesas extraordinárias que o locador toma a responsabilidade para si. Por exemplo, a pintura de fachadas do condomínio e reformas nas áreas externas.

O que cobre o seguro residencial?

É destinado a residências individuais, casas e apartamentos, habituais ou de veraneio. Adicionalmente são oferecidas coberturas que indenizam os danos causados por alagamento, queimadas em zona rural, vendaval, impacto de veículos, queda de aeronave, danos elétricos e responsabilidade civil familiar, dentre outras.

Qual a diferença entre locador e locatário?

O locatário é quem está do outro lado da negociação, ou seja, é a pessoa para quem o imóvel será alugado. E assim como o locador, também pode ser representado por mais de uma pessoa e por pessoa jurídica.

Qual a média de valor de seguro residencial contra incêndio?

“De maneira geral, na média o seguro residencial com as coberturas mais contratadas [incêndio, queda de raio e explosão] custa em média menos de R$ 500 por ano, contemplando inclusive assistência 24h dos serviços mais básicos”, afirmou Medeiros.

Qual o valor médio de um seguro residencial?

Um seguro residencial custa, em média, R$ 456,55 por ano, de acordo com a associação. O produto é acessível em relação ao custo dos transtornos que pode minimizar, porque a frequência de eventos e a severidade, quando comparados a carro, por exemplo, são menores.

Seguros Mais