Melhor resposta: Quanto tempo tem garantia de móveis?

Qual a garantia de móveis?

Por lei o consumidor tem direito à garantia dos produtos adquiridos, a chamada garantia legal, estabelecida pelo Código de Defesa do Consumidor (CDC). Assim, o cliente de uma marcenaria tem 90 dias para reclamar de problemas com bem duráveis independente de previsão do contrato.

Qual o prazo de garantia de um móvel?

Ela é complementar à garantia legal (estipulada pelo Código de Defesa do Consumidor – 90 dias para produtos duráveis, como é o caso de móveis), ou seja, o prazo de garantia estipulado pelo fornecedor soma-se ao prazo da garantia legal.

Qual o prazo para a montagem de móveis?

MONTAGEM DE MÓVEIS COM 90 DIAS DE GARANTIA – PROCON. Ei, você sabia? Montagem de móveis tem 90 dias (3 meses) de garantia sobre o serviço prestado, é Lei. “Montagem de móveis com garantia de 90 dias“.

O que diz o Código de Defesa do Consumidor sobre garantia?

A garantia legal é estabelecida pelo CDC (Código de Defesa do Consumidor) e independe de previsão em contrato. A lei garante e ponto. Assim, você tem 30 dias para reclamar de problemas com o produto se ele não for durável (um alimento, por exemplo), ou 90 dias se for durável (uma máquina de lavar, por exemplo).

É INTERESSANTE:  Sua pergunta: Como usar o seguro para terceiros?

Qual é a garantia de um sofá?

Se a loja não deu garantia maior, o prazo de garantia de bens duráveis (caso do sofá) é de 90 dias a partir do recebimento do bem, se foi recebido em data posterior à compra.

O que cobre a garantia de um sofá?

Este estofado tem garantia de UM ANO, desde que utilizado em condições normais, contra defeitos de fabricação, ou componentes utilizados, tais como, estrutura, espumas, molas, pés, bases, mecanismos. Esta garantia não cobre defeitos por uso inadequado ou abusivo, falta de cuidados e desbotamento natural dos produtos.

Qual o tempo de garantia de um celular pela loja?

Garantia legal

Caso seja um produto durável (isso inclui o celular), o fabricante é responsável por qualquer defeito de fábrica que o aparelho apresente dentro de 90 dias, devendo consertar o produto, se necessário, sem cobrança adicional.

O que diz o artigo 35 do Código do Consumidor?

É proibida a publicidade de bens e serviços por telefone, quando a chamada for onerosa ao consumidor que a origina. … II – aceitar outro produto ou prestação de serviço equivalente; III – rescindir o contrato, com direito à restituição de quantia eventualmente antecipada, monetariamente atualizada, e a perdas e danos.

Quem paga o frete do produto em garantia?

Entendemos que se o produto estiver na garantia legal o fornecedor deverá ser o responsável pelas despesas de frete/correio. Nesse caso, o consumidor poderá utilizar-se de postagem a cobrar.

O que diz o Código do Consumidor sobre prazo de entrega?

O Código de Defesa do Consumidor não determina um prazo máximo para o produto ser entregue, mas estabelece o direito à informação. Antes da conclusão da compra, a loja online é obrigada a informar o prazo de previsão de entrega.

É INTERESSANTE:  Como ser um corretor de seguros Bradesco?

Qual o prazo máximo para entrega de uma mercadoria?

Se você já efetuou a compra sem que o fornecedor estabelecesse data para a entrega do produto, aguarde sete dias úteis. Não sendo efetuada a entrega, traga a nota fiscal e seus documentos pessoais e registre uma reclamação junto ao Procon Estadual ou ao posto de atendimento ao consumidor mais próximo.

Qual é o prazo de entrega?

Os prazos de entrega são contados a partir do primeiro dia útil seguinte ao da postagem e variam de acordo com as localidades de origem e destino da postagem. Para fins de contagem do prazo de entrega, sábados, domingos e feriados não são considerados dias úteis.

Qual o direito do consumidor quando o produto com defeito?

Direito do Consumidor: lojas têm 30 dias para trocar produto com defeito. O fornecedor tem um prazo de 30 dias para consertar ou trocar produtos com defeitos. É o que prevê o Código de Defesa do Consumidor (CDC). … “Caso a troca não seja efeituada pelo fornecedor neste período, o cliente tem outras opções”.

É necessário nota fiscal para garantia?

A nota fiscal não é imprescindível para comprovação da compra de um bem ou de um serviço e, portanto, não é um documento indispensável para provar a relação de consumo e nem para o consumidor exigir seu direito quanto à garantia estabelecida por lei, podendo ser substituído pelo termo de garantia ou o documento que o …

Quantas vezes um produto pode ir para a garantia?

18 do CDC vc tem que dar oportunidade ao fornecedor de sanar o vicio. Essa oportunidade pode ser de até 30 dias. Assim entendo que o fornecedor pode ficar com seu produto, para sanar o vício até 30 dias, mas uma única vez. Ele não pode ficar 30 vezes de um dia.

É INTERESSANTE:  Sua pergunta: Quais são os segurados do RGPS?
Seguros Mais