Porque é importante fazer um seguro residencial?

Porque é importante ter um seguro residencial?

Indenizações: com um seguro residencial completo você poderá ter o suporte necessário para reconstruir sua casa em caso de incêndio, por exemplo, ou readquirir bens em casos de roubo ou furto; Tranquilidade: ao ter um seguro residencial você poderá viajar com tranquilidade, pois saberá que a casa estará protegida.

Quando fazer um seguro residencial?

Qual o melhor momento para fazer um seguro residencial? O ideal é que o seguro residencial seja feito no momento em que o imóvel foi adquirido. Assim, você vai ficar protegido de várias eventualidades, como: incêndio, vendavais, raios ou roubo de bens existentes no imóvel.

O que é o seguro residencial?

O seguro residencial é um seguro compreensivo, pois oferece diversas coberturas, sendo que a mais comum é a cobertura contra incêndio, queda de raios e explosão. É destinado a residências individuais, casas e apartamentos, habituais ou de veraneio.

O que um seguro residencial deve ter?

Incêndio, explosão e fumaça

Como já citamos, essa é a chamada “cobertura básica” e, por questões legais, é de contratação obrigatória em qualquer seguro residencial. Ela cobre seu imóvel e seus bens de prejuízos causados por incêndios ou explosões que começaram dentro de sua casa ou, dependendo da situação, fora dela.

O que o seguro residencial não cobre?

Umidade, ferrugem, infiltrações, problemas com chuva dentro de casa, qualquer tipo de corrosão, mesmo as causadas por problemas ambientais; areia e terra dentro de casa, mesmo que tenha entrado pela janela, portas ou de outra forma; Danos causados durante a construção também não são cobertos.

É INTERESSANTE:  Questão: Qual é a função de um corretor de seguros?

Qual o valor médio de um seguro residencial?

Um seguro residencial custa, em média, R$ 456,55 por ano, de acordo com a associação. O produto é acessível em relação ao custo dos transtornos que pode minimizar, porque a frequência de eventos e a severidade, quando comparados a carro, por exemplo, são menores.

Quais tipos de bens podem ser cobertos por um seguro?

Vários equipamentos eletrônicos podem contar com um seguro. Assim como smartphones, tablets, smartwatches, notebooks, câmeras fotográficas, filmadoras e outros. O que varia é o tipo de sinistro coberto, já que cada bem pode passar por problemas diferentes. Normalmente, o seguro para eletrônicos cobre roubo e furto.

Seguros Mais