Questão: Como funciona o seguro de financiamento de carro?

Como funciona o seguro de financiamento de veículos?

O seguro de carro financiado funciona exatamente como um seguro convencional: serve para proteger o veículo de eventuais sinistros previstos em apólice. A diferença central é que, no caso de um carro que ainda está alienado pelo banco para fins de quitação de débito, o veículo não é seu ainda.

Como funciona o seguro financiamento?

Com o seguro prestamista fica garantida a quitação do financiamento do veículo em caso de morte ou invalidez. Este é um fato que interessa ao segurado ou a seus dependentes. E também à própria instituição financeira que receberá a indenização do seguro.

Qual o valor do seguro prestamista?

É importante dizer que esse tipo de seguro não é obrigatório, mas se você não quer ter dívidas futuras com as quais não seja capaz de arcar, pode contratar e seu valor não costuma ser mais de que 10% da parcela a ser paga.

Como a seguradora investiga?

Como dito anteriormente, as seguradoras possuem profissionais especializados para analisar diferentes situações, inclusive o motivo do sinistro. Se for provado que a situação foi intencional, o pagamento da indenização será negado.

O seguro prestamista é legal e um item obrigatório apenas quando envolver a compra de bem móveis e imóveis. Ou seja, contratos de financiamentos imobiliários ou de leasing celebrados pelo Sistema Financeiro de Habitação.

É INTERESSANTE:  O que acontece quando vence o seguro de vida?

Como receber de volta o seguro prestamista?

Quando o cliente sentir que foi induzido a contratar a garantia ou que a instituição financeira não explicou adequadamente como esse recurso funcionava, ele pode pedir a devolução do valor referente ao seguro prestamista. Se você está passando por isso, o melhor a fazer é buscar auxílio jurídico.

Para que serve o seguro do financiamento imobiliário?

Esse seguro quita o saldo devedor do financiamento imobiliário ou o crédito com garantia de imóvel em caso de invalidez permanente, falecimento do contratante, ou de um dos integrantes da renda familiar, quando o contrato indicar que mais de uma pessoa compõe a renda para o pagamento.

O que o seguro prestamista cobre?

O seguro prestamista realiza o pagamento do seu empréstimo junto a Caixa, em caso de morte ou invalidez total por acidente. Uma forma de você cuidar da sua família para que ela lide apenas com a saudade. Realiza o pagamento do seu empréstimo de acordo com o valor contratado.

Quem paga o seguro prestamista?

Diante disso, é importante esclarecer um ponto: a instituição credora, ou seja, aquela com a qual se estabelece a dívida, será sempre a primeira beneficiária do seguro prestamista. O valor contratado só é pago ao segurado ou a alguém que ele indicar se for superior ao da dívida em si.

Como consultar o seguro prestamista?

O segurado poderá consultar a situação cadastral de seu corretor de seguros no site www.susep.gov.br por meio do número de seu registro na Susep, nome completo, CNPJ ou CPF.

Como funciona o seguro prestamista em caso de morte?

Neste caso, você mesmo (no caso de invalidez) ou um beneficiário determinado por você (em caso de morte) receberá o que sobrar após o pagamento da dívida. A cobertura dos planos de seguro prestamista abrangem: morte, invalidez parcial ou total, perda do emprego ou da renda do segurado por motivos imprevisíveis.

É INTERESSANTE:  Resposta rápida: Como descobrir se uma pessoa falecida deixou seguro de vida?

Estou sendo processado por uma seguradora?

A seguradora me processou, o que devo fazer? Se você for o responsável por um acidente como o mencionado neste artigo, o melhor caminho a seguir mediante a informação de que a “seguradora me processou” é procurar a empresa e entrar em um acordo.

Quando a seguradora não quer pagar o seguro?

O que fazer se a seguradora negar a indenização? Se a seguradora não pagar a indenização do seguro auto e não houver acordo entre as partes, será necessário entrar com uma ação judicial para garantir os seus direitos. Esse processo pode ser longo e demorado, e você precisará de um advogado.

O que o seguro não cobre?

Os sinistros que o seguro pode não cobrir. A cobertura compreensiva (ou total) é para colisão, incêndio e roubo, além de danos materiais, físicos e morais causados a terceiros. Quanto mais coberturas no pacote, mais caro o seguro, por isso é possível contratar apenas coberturas contra incêndio e roubo.

Seguros Mais