Qual o prazo para a seguradora pagar um sinistro?

Qual o prazo para a seguradora pagar a indenização?

Uma norma de 2004 da Superintendência de Seguros Privados (Susep) já prevê o prazo máximo de 30 dias para pagamento da indenização. Esse texto permite às seguradoras, no caso de dúvida fundada, pedirem documentação complementar e, assim, o prazo é suspenso.

Quanto tempo tem uma seguradora para resolver um sinistro?

Seguradoras possuem prazo de 30 dias para a resolução do sinistro, conforme orientação da Susep.

O que fazer quando a seguradora não paga o sinistro?

O que fazer se a seguradora negar a indenização? Se a seguradora não pagar a indenização do seguro auto e não houver acordo entre as partes, será necessário entrar com uma ação judicial para garantir os seus direitos. Esse processo pode ser longo e demorado, e você precisará de um advogado.

Quanto tempo a seguradora tem para consertar o veículo de terceiro?

O prazo para consertar o veículo de terceiros após a batida de carro é o mesmo que o do segurado, e não deve ultrapassar 30 dias. Mesmo se não houver peças para reposição, a seguradora deve buscar outros fornecedores para tentar cumprir com esse prazo.

É INTERESSANTE:  O que é data do sinistro seguro de vida?

Como funciona o pagamento de um seguro?

As formas de pagamento variam de acordo com cada seguradora. No geral, ele pode ser realizado à vista, por boleto bancário, cartão de crédito ou débito em conta. É possível também parcelar o valor em até 12 vezes, podendo incidir cobrança de juros no período escolhido.

Quanto tempo leva para receber um seguro?

A partir do momento em que o beneficiário entrega todos os documentos solicitados pela seguradora para poder receber o valor do seguro de vida, ela tem 30 dias para pagar o valor da apólice. Essa contagem de tempo pode ser suspensa, caso falte algum documento ou ocorra alguma dúvida fundada e justificável.

Quanto tempo um veículo pode ficar na oficina?

Em oficinas referenciadas o prazo para o veículo ser reparado é de 25 dias, podendo variar para mais ou para menos. Em casos mais graves, como um sinistro de grande monta, o prazo pode ser superior aos dias indicados.

Quem escolhe a oficina em caso de colisão?

A oficina quem escolhe é o cliente. Não caia em armadilhas. Independentemente de você ser segurado ou terceiro, é seu direito escolher sua oficina de confiança. (Artigo 6º, II, Lei 8.078/90).

Quem paga o sinistro?

O sinistro é a ocorrência do acontecimento previsto no contrato de seguro para o qual foi contratada a cobertura. Na ocorrência de um sinistro, a seguradora fica obrigada a pagar a indenização. Um sinistro é um evento de uma única causa, não importando quantas tenham sido as consequências.

Quando a seguradora recusa o seguro?

Após a vistoria, a seguradora poderá negar o pedido de seguro. Isso dentro do prazo de 15 dias, como citado. … Em muitos casos, após a recusa, a seguradora devolve o que já foi pago pelo seguro temporário. Se for esse o modo de trabalho da empresa, ela terá um prazo de 10 dias para ressarcir o usuário.

É INTERESSANTE:  Qual a importância do Dpvat?

Como funciona o seguro em caso de sinistro?

Sinistro é uma ocorrência de todo evento que tem cobertura no seguro contratado e esteja especificado na apólice. Basicamente, sinistro é quando você bate o seu carro de forma involuntária e havia sido contratado a cobertura para colisões, por exemplo.

O que é seguro contra terceiros?

O que é o seguro contra terceiros? O Seguro de Responsabilidade Civil Facultativa de Veículos é a cobertura que reembolsa a indenização que o segurado é obrigado a pagar a terceiros em conseqüência de danos corporais e ou materiais causados por um acidente de trânsito.

Quando a seguradora pode cobrar de terceiro?

Como vimos neste artigo, sim a seguradora pode cobrar ressarcimento de terceiro, e o segurado quando vítima também pode cobrar franquia culpado. … Pois, tanto você como a empresa de seguro, possuem o direito de cobrar os prejuízos do causador do acidente.

Como funciona franquia de seguro para terceiros?

A franquia será obrigatória somente no caso de você optar por usar o seguro para consertar o dano do seu próprio carro. Ou seja, se você não deseja pagar a franquia ou caso o conserto do seu veículo não tenha atingido o valor necessário, você pode acionar a seguradora apenas para o terceiro.

Seguros Mais