É obrigatório seguro de condomínio?

É obrigatório o seguro de condomínio?

O seguro é considerado uma despesa ordinária, deve ser feito anualmente e é obrigatório em todo prédio de habitação, de acordo com o Decreto-Lei 73/1966, a Lei 4.591/1964 e o Código Civil (Lei 10.406/2002, artigos 1.346 e 1.348, inciso IX).

Quem deve pagar o seguro do condomínio?

O seguro condominial é considerado uma despesa ordinária e obrigatória. Dessa forma, é de responsabilidade do próprio condomínio, que deve arcar com o custo do seguro. Apesar do seguro, o condomínio deve se responsabilizar em manter a segurança do empreendimento em dia.

Para que serve o seguro de condomínio?

Esse seguro de responsabilidade civil atrelado ao condomínio servirá para reembolsar os danos causados. Além disso, incidentes ocorridos nas áreas comuns do edifício também podem ser reembolsados pela responsabilidade civil.

Como funciona o seguro predial?

O seguro predial possui três tipos de coberturas: básica, ampla e acessória. A obrigatoriedade é da contratação da cobertura básica, sendo as outras opções facultativas. Nessa modalidade indispensável, são cobertos incêndios, quedas de raios e explosões.

O que é obrigatório em um condomínio?

De acordo com o artigo 1.346 do Código Civil, “é obrigatório o seguro de toda a edificação contra o risco de incêndio ou destruição, total ou parcial”. A obrigatoriedade vale para condomínios comerciais, residenciais e mistos. Da mesma forma, para condomínios verticais e horizontais.

É INTERESSANTE:  Você perguntou: O que encarece um seguro de automóvel?

Quanto custa um seguro predial?

Preços. Em São Paulo, o seguro residencial custa, em média R$ 412,91 para casas e R$ 108,82 para apartamentos. Já no Rio de Janeiro, varia de R$ 261,48 para casas e R$ 106,91 para apartamentos.

Quem paga o seguro do condomínio locador ou locatário?

Na prática, a legislação encarrega o proprietário da responsabilidade de pagar o seguro do imóvel alugado. Mas também deixa a cargo contratual essa decisão. Ou seja, caso estipulado no contrato, o proprietário pode transferir a taxa para o inquilino.

Quem paga a franquia do seguro do condomínio?

A franquia no seguro de condomínio é um valor paga pelo segurado. Veja em que situações ela pode ser cobrada e se vale a penar arcar com ela sempre que houver um evento coberto.

Quem paga seguro inquilino ou proprietário?

No artigo 22 da Lei do Inquilinato cita que todas as taxas e impostos, como seguro contra incêndio, devem ser pagas pelo locador. Levando em consideração esse artigo na prática, o locador assume a responsabilidade em pagar IPTU, taxas de condomínios, bem como seguro do imóvel alugado.

Qual a diferença do seguro residencial para o seguro condominial e o habitacional?

No caso dos condomínios horizontais, em que o morador foi o responsável pela construção do imóvel, o seguro adequado é o residencial. Em casos onde o imóvel foi financiado pelo Sistema Financeiro de Habitação, que conta com o seguro de Danos Físicos do Imóvel, só é necessária a cobertura de conteúdo residencial.

O que cobre o seguro de responsabilidade civil do síndico?

O seguro de responsabilidade civil condominial cobre danos materiais ou físicos desde que involuntários, causados a terceiros. Enquanto, o seguro de responsabilidade civil do síndico cobrirá os danos decorrentes de negligências, erros, omissões ou até o não cumprimento de suas atividades como síndico.

É INTERESSANTE:  O que acontece com a extinção do DPVAT?

Quanto custa um seguro de condomínio?

Via de regra o seguro de condomínio custa entre 0,001% e 0,01% ao ano sobre o valor do condomínio.

O que cobre a taxa de condomínio?

Normalmente, os custos com as manutenções relacionadas ao bom funcionamento das áreas comuns do condomínio estão inclusos na taxa condominial. Logo, seja a manutenção de elevadores, piscinas, jardins, pintura, diversos tipos de instalações, produtos de limpeza, entre outros serviços, compõe os gastos do condomínio.

Como calcular o seguro de condomínio?

Para calcular o valor que será pago no seguro do condomínio é utilizado como base o valor necessário para a sua reconstrução de acordo com o índice CUB (Custo Unitário Básico da construção) ou o preço por metro quadrado. Por isso, nesse momento, é essencial que o síndico busque ajuda profissional.

Como contratar seguro para condomínio?

É fundamental que o síndico esteja bem informado e se cerque de todos os cuidados na hora de contratar corretamente o seguro para o seu condomínio e minimize danos ao patrimônio – da infraestrutura às finanças. A obrigação de contratar o seguro está expressa no Código Civil, em seu artigo 1.346.

Seguros Mais