Como funciona o seguro de vida depois que a pessoa morre?

Quando a pessoa morre e tem seguro de vida?

Em caso de morte, quem tem direito ao seguro de vida é a pessoa indicada pelo segurado. Enquanto estiver vivo, o segurado pode mudar os nomes dos beneficiários sempre que quiser. Além disso, só maiores de 18 anos podem receber a indenização, caso o dono do seguro faleça.

Qual o procedimento para receber seguro de vida em caso de morte?

Como requisitar o pagamento da cobertura em caso de morte? Vai depender do beneficiário. Se ele souber que o falecido tinha uma apólice de seguro de vida, basta entrar em contato com a seguradora com a certidão de óbito, CPF do titular e apólice em mãos para dar entrada no pedido de recebimento da indenização.

Quem tem direito a receber o seguro de vida do falecido?

Conforme art. 792, do Código Civil, a indenização será divida entre os herdeiros do segurado, sendo devido 50% ao cônjuge ou companheiro e o restante aos demais sucessores. Importante frisar que, por não se tratar de herança, o regime de bens não influencia no deferimento da indenização.

É INTERESSANTE:  Quando o seguro não cobre terceiros?

Como é feito o pagamento do seguro de vida?

Para ter direito à indenização nas coberturas contratadas, o titular deve fazer pagamentos mensais à seguradora – é o chamado prêmio do seguro. Esses pagamentos normalmente são mensais ou anuais, dependendo do que for combinado com a seguradora na hora da contratação.

Quem herda o seguro de vida?

O beneficiário pode ser um amigo, vizinho, parente, cônjuge ou até um herdeiro. Há algumas regras a serem levadas em conta. Caso o beneficiário seja menor de 16 anos de idade, as seguradoras solicitam a declaração de únicos herdeiros para liberar o pagamento do seguro de vida.

O que seguro de vida não cobre?

Suicídio. Para essa situação extrema, geralmente, as seguradora não se comprometem com o pagamento da indenização. Também não costumam cobrir os danos causados pela tentativa de suicídio do segurado, durante o um prazo de carência de dois anos, contado desde a contratação do seguro.

Qual o prazo para pagamento de seguro de vida?

Afinal, quanto tempo demora para receber seguro de vida? A partir do momento em que o beneficiário entrega todos os documentos solicitados pela seguradora para poder receber o valor do seguro de vida, ela tem 30 dias para analisar e indenizar o valor da apólice.

Precisa de advogado para receber seguro de vida?

Preciso contratar advogado especialista em seguro de vida? Teoricamente, qualquer advogado pode resolver problemas com seguro de vida mas, na prática, não é isso que ocorre. Assim como na medicina há o especialista em cardiologia, em ortopedia, em neurologia etc, no direito também há diversos ramos de especialização.

Qual o prazo para acionar o seguro de vida?

Prazo para comunicar a ocorrência de sinistro à seguradora e solicitar o pagamento do seguro de vida. No caso de falecimento do segurado, os beneficiários têm até 3 anos para comunicar o sinistro à seguradora e fazer o pedido de pagamento do seguro de vida.

É INTERESSANTE:  Como faço para trabalhar com seguro Dpvat?

Como é feita a divisão do seguro de vida?

Quem deve receber o seguro

792 do Código Civil, que estabelece que o valor do seguro será dividido em 50% para o cônjuge não separado judicialmente e os outros 50% aos herdeiros legais, obedecida a ordem da vocação hereditária.

Como é dividido o seguro de vida entre os herdeiros?

De acordo com o artigo 792 do Código Civil, o pagamento do seguro seria dividido quando não existir uma indicação de beneficiário. A divisão ficaria entre: Metade para a cônjuge não separada judicialmente; O restante para os herdeiros do segurado, seguindo a ordem de vocação hereditária.

Como funciona partilha de seguro de vida?

Todos os bens adquiridos pelo falecido antes do casamento deverão ser divididos entre o cônjuge vivo e os filhos em partes iguais. Já para os bens adquiridos após o casamento a divisão de direito dita 50% do patrimônio para o cônjuge e outros 50% a serem divididos igualmente entre os filhos.

Seguros Mais