O que devo fazer para acionar o seguro?

Como funciona o acionamento do seguro?

Sempre que haja uma batida, mesmo que seja de menores proporções, todas as pessoas envolvidas no acidente devem fazer um boletim de ocorrência. Esse é o primeiro passo para conseguir acionar o seguro. No documento estará toda história e como foi o desenrolar dela na visão de todas as pessoas.

O que é preciso para acionar seguro?

Independentemente do tipo de sinistro (roubo ou furto), depois de acionar o seguro será preciso enviar alguns documentos:

  1. boletim de ocorrência;
  2. cópia do RG, CPF e comprovante de residência;
  3. cópia da CNH, do documento do carro e do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV);

Precisa de boletim de ocorrência para acionar seguro?

Ele é necessário quando o BO é registrado não no dia do acidente, mas depois. Junto ao Ato Declaratório, o solicitante do seguro DPVAT também precisa apresentar outro documento comprobatório. Pode ser: … Em caso de sinistro com o carro, realize o registro e entre em contato com a seguradora.

Quem pode acionar o seguro?

Portanto, se estiver andando normalmente com o seu veículo ou ele for atingido enquanto estava estacionado, é o motorista culpado pela colisão que deve acionar o próprio seguro ou tirar o dinheiro do bolso para realizar os reparos necessários.

É INTERESSANTE:  O que o seguro cobre azul?

Quem deve pagar a franquia do seguro?

Se tiver que acionar o seguro por uma perda parcial do carro deverá pagar a franquia, não importando de quem é a culpa. Desta forma, você pode entrar em um acordo com o culpado pelo acidente e combinar que ele faça o pagamento da franquia.

Quantas vezes o seguro pode ser acionado?

No caso de acionamento da cobertura de perda parcial, como consertos, o seguro poderá ser acionado quantas vezes for necessário, não existe um limite de uso. Ou seja, toda às vezes que acontecer uma colisão que cause a perda parcial, ou qualquer outro problema que promova a necessidade de conserto.

Quando posso acionar o guincho do seguro?

E a melhor parte é que o atendimento do guincho geralmente é 24 horas. Portanto, você pode solicitar a qualquer hora do dia ou da noite. O uso do seguro auto guincho pode servir para a retirada do veículo do local em que ele estragou.

Quando solicitar a franquia do seguro?

Nos casos de sinistros parciais, quando os danos causados no carro são inferiores a 75% do seu preço de venda, o pagamento da franquia é obrigatório. Essa situação ocorre, geralmente, nos casos de colisões, causas naturais como enchentes ou em casos de furto/roubo em que o automóvel é recuperado com avarias.

Como acionar seguro para terceiro?

Para que o terceiro seja ressarcido é preciso que o segurado acione o seguro e abra um sinistro para terceiro. Alguns documentos do veículo e pessoais, serão solicitados e depois o carro deverá ser encaminhado para orçamento em uma oficina credenciada. Assim que os danos forem calculados, a indenização será feita.

Como funciona o seguro em caso de sinistro?

Sinistro é uma ocorrência de todo evento que tem cobertura no seguro contratado e esteja especificado na apólice. Basicamente, sinistro é quando você bate o seu carro de forma involuntária e havia sido contratado a cobertura para colisões, por exemplo.

É INTERESSANTE:  Como cancelar o serviço de seguro de Proteção Pessoal Bradesco?

Como acionar o seguro em caso de sinistro?

Confira o que é preciso para acionar o seguro:

  1. 1 Boletim de Ocorrência. Comunique o mais rápido possível a uma autoridade policial sobre o ocorrido e registre um Boletim de Ocorrência. …
  2. 2 Aviso de sinistro. Entre em contato com a sua seguradora e realize o Aviso de Sinistro, ou seja, comunique o ocorrido.

Como fazer um boletim de ocorrência de sinistro?

Para acidentes sem vítimas, o B.O. pode ser feito pessoalmente em uma delegacia da Polícia Militar ou pela internet, em alguns estados brasileiros. No estado de São Paulo, por exemplo, é possível fazer o registro acessando o site da Secretaria de Segurança Pública. Consulte se isso é possível no seu estado.

Qual o prazo para acionar o seguro em caso de colisão?

Como vimos nesse artigo, o segurado dispõe de um período de 1 ano para acionar o seguro em caso de colisão. O prazo é o mesmo para o registro do boletim de ocorrência. Já o terceiro ou beneficiário possui um prazo de 3 anos. De qualquer forma, sempre tente acionar o seguro o mais rápido possível.

Quando o seguro não cobre?

Sinistro provocado intencionalmente, com má intenção; Fraude ou tentativa de fraude por parte do segurado, com a intenção de obter benefícios ilícitos do seguro; Agravamento intencional do risco por iniciativa do segurado ou do condutor do veículo (como dirigir intencionalmente por uma área alagada);

Quanto paga para acionar o seguro?

Se o conserto do carro estiver orçado em R$ 7.000, por exemplo, você paga o valor da franquia do seguro e a seguradora arca com os outros R$ 5.000 para completar o pagamento. É importante salientar que o pagamento da franquia é feito diretamente à oficina e/ou profissional que realizou o conserto do veículo.

É INTERESSANTE:  Como saber o valor do fundo de garantia?
Seguros Mais