Quem deve pagar as despesas de prêmio de seguro contra incêndio no imóvel?

Quem paga o seguro incêndio?

A Lei do Inquilinato diz que a obrigação de pagar o seguro contra incêndio é de responsabilidade do locador, porém abre uma brecha quando oferece a possibilidade de ser descrito em contrato o contrário.

Quem paga o seguro da casa?

O pagamento desse seguro residencial é, em tese, de responsabilidade do proprietário. No entanto, há algumas brechas que permitem o repasse dessa responsabilidade ao locatário ou inquilino. No artigo 22 da Lei do Inquilinato cita que todas as taxas e impostos, como seguro contra incêndio, devem ser pagas pelo locador.

Sou obrigado a pagar seguro contra incêndio?

Mas afinal, o Seguro Incêndio é obrigatório? Sim! De acordo com a Lei Nº 8.245 — mais conhecida como Lei do Inquilinato — todo imóvel residencial ou comercial precisa ter um seguro ativo. Caso ainda não a conheça, a Lei do inquilinato é a principal regulamentação vigente hoje no Brasil acerca dos contratos de locação.

Quem deve pagar o seguro predial?

Na prática, a legislação encarrega o proprietário da responsabilidade de pagar o seguro do imóvel alugado. Mas também deixa a cargo contratual essa decisão. Ou seja, caso estipulado no contrato, o proprietário pode transferir a taxa para o inquilino.

É INTERESSANTE:  Você perguntou: Como dar entrada no Dpvat pelo aplicativo?

Como funciona o seguro contra incêndio?

O seguro contra incêndio é uma cobertura obrigatória do seguro residencial, que garante ao segurado uma indenização caso o imóvel protegido seja danificado pelo fogo. Quando contratado no plano mais básico, a seguradora somente atua na reconstrução da parte estrutural da residência.

Quem deve paga Ppci locador ou locatário?

A lei nº 8.245, lei do Inquilinato diz que é de responsabilidade do locador todos os custos para se fazer o PPCI e obtenção do Alvará de Prevenção e Proteção Contra Incêndio – APPCI, bem como de todas as despesas para as adequações necessárias.

Qual o valor de um seguro residência?

Um seguro residencial custa, em média, R$ 456,55 por ano, de acordo com a associação. O produto é acessível em relação ao custo dos transtornos que pode minimizar, porque a frequência de eventos e a severidade, quando comparados a carro, por exemplo, são menores.

Como funciona seguradora de imóveis?

Como funciona o seguro residencial: o contratante paga um valor mensal para a seguradora e a sua casa ou apartamento fica protegido contra imprevistos do dia a dia, de queda de raio a roubo ou furto de bens. Quer dizer, o seguro não evita esses acontecimentos, mas restitui os prejuízos causados por eles.

Como funciona o seguro locatário?

Seguro fiança locatícia na prática

Com a contratação deste serviço, o interessado em alugar o imóvel oferece ao proprietário a garantia de uma seguradora reconhecida caso seja necessário cobrir inadimplência ou pendências referentes ao combinado em contrato entre locador, locatário e imobiliária.

Quanto custa o seguro contra incêndio?

“De maneira geral, na média o seguro residencial com as coberturas mais contratadas [incêndio, queda de raio e explosão] custa em média menos de R$ 500 por ano, contemplando inclusive assistência 24h dos serviços mais básicos”, afirmou Medeiros.

É INTERESSANTE:  O que é endosso de seguro de carro?

Qual valor de seguro incêndio?

O valor do Seguro de Incêndio Imobiliário geralmente é menor do que 20% do valor do aluguel e é válido por 1 ano, devendo ser renovado até o final do contrato de aluguel. Ex.: aluguel R$ 1.200,00*20% igual ou menor do que R$ 240,00 por ano.

O que é um seguro predial?

Já o seguro predial protege as áreas comuns do condomínio, e não cada residência em si. O segundo ponto a ser tratado sobre a diferença entre os dois produtos é a responsabilidade pela contratação. O seguro residencial deve ser contratado pelo morador e/ou proprietário do imóvel, afinal, a proteção estará focada lá.

O que é seguro condomínio?

O seguro de condomínio é diferente do residencial, pois apresenta algumas particularidades. Ele é realizado para proteger as áreas comuns. No caso de prédios, ele também abrange toda a edificação e as áreas estruturais dos apartamentos ou salas. O responsável pela contratação é o síndico ou a empresa administradora.

Quem deve pagar o fundo de reserva do condomínio?

O pagamento do fundo de reserva é um dever de todos os condôminos. Em situações de locação do imóvel, segundo a Lei 8.245, de 1991, que dispõe sobre normas para locações de imóveis urbanos, é dever do locador arcar com os custos do fundo de reserva.

Seguros Mais